quinta-feira, 21 de julho de 2011

Construção civil: Cana-de-açúcar para Tratamento de Fissuras do concreto exposto a altas temperaturas

Quem é do ramo sucroenergético acredita que a notícia é animadora, pois é mais um mercado promissor para a commodity




Quem produz cana-de-açúcar ganhou mais uma possibilidade de lucro. A construção civil está usando açúcar refinado, o mesmo produto usado para adoçar o cafezinho, para reparar problemas como micro-rachaduras e fissuras do concreto exposto a altas temperaturas.

Misturado em pequenas proporções ao concreto, a substância fica igual a um piche, compacta e vedante. Segundo os profissionais do ramo, a massa é ótima para revestir ou colocar tijolos em fornos, uma vez que ela não trinca com a temperatura.

Em média, a recomendação de uso gira em torno de duas xícaras de chá para cada quilo de cimento. Quem é do ramo sucroenergético acredita que a notícia é animadora, pois é mais um mercado promissor para a commodity.

Ainda existe outro derivado da cana-de-açúcar que tem despertado o interesse em vários setores da construção civil. É a cinza do bagaço de cana, que tem se apresentado como um bom substituinte de agregadores naturais, como areia e brita, na argamassa. Essa cinza é o produto final da queima do bagaço nas caldeiras. Geralmente, eram usadas como adubo, no entanto, são muito pobres em nutrientes.

O engenheiro civil Fernando Rosa de Almeida, que participou dessa pesquisa, afirmou que os estudos avaliaram que "para um teor de substituição de 30% a 50% houve um incremento de até 15% na resistência à compressão. Isso mostra que o concreto com cinzas de cana-de-açúcar é mais resistente do que o com areia". Dados excelentes para a realidade brasileira, que produz 3,8 milhões de toneladas de cinzas.

Além das descobertas com o açúcar refinado e as cinzas do bagaço, estudos apontaram mais um benefício da cana-de-açúcar para a construção civil. Nesse caso, adicionando a fibra do bagaço ao cimento de cinza da cana, que forma o fibrocimento. Esse tem sido utilizado para fabricar telhas, divisórias e caixas d'água.

Para o engenheiro agrônomo Luiz Andrade, professor da Universidade Federal de Lavras e do curso Cultivo de Cana-de Açúcar, elaborado pelo CPT – Centro de Produções Técnicas, a cultura tem proporcionado contribuições econômicas e sociais muito grandes. A cana-de-açúcar já é utilizada para fabricação do açúcar, álcool, aguardente, forragem, alimentação animal e adubação.
Por: Ariádine Morgan

Nenhum comentário:

Postar um comentário