terça-feira, 17 de maio de 2011

Quase mil construtoras falidas em 2010

O ano passado terão encerrado 970 empresas de construção, sobretudo as que actuavam no segmento de construção de edifícios.


Segundo a Associação das Empresas de Construção, Obras Públicas e Serviços (AECOPS), 970 construtoras terão sido objecto de processo de insolvência durante o ano de 2010, "o que traduz um aumento de 26 por cento" face ao ano anterior, contabiliza a estrutura associativa. Já este ano, nomeadamente durante o primeiro trimestre, os dados disponíveis apontam para mais 152 novos casos de insolvência no sector, que representam 13,6 por cento do número total de casos registados no mesmo período.

Por regiões, o Alentejo foi a zona do País onde mais empresas encerraram a actividade (159), sendo seguida pelo Centro.

Os dados relativos às Obras Públicas são bem menos desanimadores, já que trazem um aumento do número (59 por cento) e do valor (cinco por cento) das empreitadas a concurso, e também das adjudicações (37 por cento e 98 por cento), durante os primeiros quatro meses do ano e face ao período homólogo de 2010.

Segundo a AECOPS, “a região mais favorecida pelo andamento do mercado foi a zona Centro”, com crescimentos homólogos de 22 por cento no valor dos concursos abertos e de 66 por cento para os adjudicados.


Fonte:http://economia.publico.pt/Noticia/quase-mil-construtoras-falidas-em-2010_1494521

Nenhum comentário:

Postar um comentário